... Porque parte de mim tem sede ... e a outra tem fome ... 

     Bem Vindo à Toca Da Leoa

                           Sensualidade & Erotismo à Flor Da Poesia




     
 Não se engane...
Qualquer Tipo De Texto
 QUE TEM AQUI
é Erótico & Sensual!





              


                
 
Textos


Noiva erra de quarto e faz sexo com padrinho após casamento




Na China, uma noiva se confundiu e fez sexo com um dos padrinhos na manhã após o seu casamento realizado em Napo, em Guangxi.

A mulher disse que só percebeu que o homem na cama não era seu marido após o fim do ato sexual.
A imprensa chinesa noticiou que a noiva estava na cama com o marido e levantou-se para ir ao banheiro.

Na volta, desnorteada, a mulher entrou no quarto errado e acabou deitando na cama em que estava o padrinho.
Ele começou a acariciá-la e fizeram sexo.

Quando a noiva deu conta do ocorrido, ficou desesperada e acusou o homem.
Ela e seu marido pediram uma indenização de 20 mil iunes (R$ 7.160), mas o padrinho se negou a pagar a quantia.

Sem acordo, o casal chegou a entrar com uma ação contra o padrinho, mas a Justiça considerou que ele não teve nenhuma culpa, pois foi a mulher quem errou de quarto e manteve sexo consensual, sem perceber que o homem não era seu marido.



Cá entre nós, você realmente acreditaria em uma história dessa se tua garota de contasse?




►Click aqui e leia: Textos > Humor
Click aqui e leia "Meu Diário"
Click aqui e veja "Fotos"
 
Fonte: G1
Enviado por CléiaFialho em 09/08/2017
Alterado em 09/08/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (*DIVULGUE A AUTORIA*É UM DIREITO DO CRIADOR COMPÔS*E UM DEVER DO LEITOR QUE GOSTOU*). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS. INCENTIVAMOS A DIVULGAÇÃO COM AUTORIA.
É UM DIREITO DO CRIADOR QUE SE DEDICOU A COMPOR.
E UM DEVER DO LEITOR QUE APRECIOU A OBRA.
(Manu Hawk)